Defendemos uma Política de Verdade e quisemos uma Lisboa com Sentido. Neste novo ciclo político nasce o Crónicas Lusitanas, de militantes e simpatizantes do PPD/PSD, que querem que este seja um espaço de liberdade, debate e opinião, e sem asfixias..

10
Abr 10

Escrevo este post, decorridos que estão os trabalhos do 1º dia de Congresso do PPD/PSD.

 

Como é sabido, não apoiei a candidatura do actual líder do partido. Mas considero que, e ao contrário da anterior presidente do PSD, Passos Coelho tem todas as condições para vencer os desafios internos e externos que tem pela frente.

 

Internos, pelo resultado que conseguiu, pelo esforço de congregar em vez de afastar, pela vontade de protagonizar um projecto e dar uma nova esperança ao partido.

 

Externos, pela vontade que demonstra, pela novidade que representa, pelo passado recente em altos cargos públicos que não tem. Do outro lado, tem alguém desgastado, descredibilizado, mais preocupado em apagar fogos do que em governar. Alguém que está acossado e que por tudo e por nada se vitimiza em vez de explicar clara e frontalmente todos os casos e suspeitas que o envolvem.

 

Pedro Passos Coelho preparou-se e lutou para chegar onde chegou. Não se apresentou como alguém que vinha para uma missão de serviço, quase por obrigação. Essa vontade é essencial para, primeiro resistir, e depois triunfar.

 

O PSD tem agora a sua oportunidade de ouro para dar a volta por cima e voltar a ganhar a confiança dos portugueses, fartos de um partido que pouco mais tinha para oferecer do que as suas lutas internas. Não será obviamente uma tarefa fácil, mas é possível. Sobretudo para Portugal é imprescindível!

 

A Mudança já começou. Força sr. Presidente!

Crónica de Rodrigo Mello Gonçalves às 01:46

Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23

25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO