Defendemos uma Política de Verdade e quisemos uma Lisboa com Sentido. Neste novo ciclo político nasce o Crónicas Lusitanas, de militantes e simpatizantes do PPD/PSD, que querem que este seja um espaço de liberdade, debate e opinião, e sem asfixias..

11
Abr 11

A sessão de apresentação do livro do ex-presidente Mário Soares, "O Mundo em Mudança", foi ontem marcada por sucessivas críticas à actuação política do presidente da Comissão, Durão Barroso.

 

Editado pela Temas e Debates juntamente com o Círculo de Leitores, o novo livro de Mário Soares foi apresentado pela eurodeputada socialista Ana Gomes, e pelo presidente da AMI, Fernando Nobre, de quem partiram as mais duras críticas ao ex-primeiro-ministro português.

 

Fernando Nobre atacou a UE por se preparar para manter Durão Barroso nas funções de presidente da Comissão, alegando que "ele é o único que resta no activo da cimeira da vergonha, na Base das Lages", em que os Estados Unidos da América decidiram lançar o ataque ao Iraque. Falando como cirurgião, Fernando Nobre observou as palavras de elogio recentemente proferidas por Durão Barroso em relação ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na sequência da cimeira do G20 em Londres.

 

Durão Barroso "tem um corpo de plástico, moluscóide, de quem não tem coluna vertebral. É do tipo de políticos que pensa que, com uma plástica, tudo pode continuar na mesma", disse, numa referência ao alegado apoio que o ex-primeiro-ministro deu ao ex-presidente Bush. Mais moderada nas críticas, Ana Gomes lembrou apenas que Durão Barroso "esteve ao lado das tentativas de constituição de um directório" das grandes potências em relação ao mundo.

 

In DN Abril 2009.

Crónica de Rodrigo Mello Gonçalves às 22:45

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

19
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO